Livro de visitas

ESCREVER

Victor Hugo 28/02/2014
MAS TU, POR QUE É QUE ESCREVES?

A - Não sou daqueles que pensam com a caneta à mão e menos ainda daqueles que se entregam a suas paixões diante do tinteiro aberto, sentados em sua cadeira e fitando o papel.
A - Eu me aborreço ou tenho vergonha de todo escrito: escrever é para mim como fazer minhas necessidades - sinto repugnância até em falar de forma simbólica.
B - Mas então por que escreves?
A - Ai de mim! Meu caro, dito entre nós, não descobri ainda até agora outro meio de me desembaraçar de meus pensamentos.
B - E por que queres te desembaraçar deles?
A - Por que quero? Mas será que quero? sou forçado a isso.
B - Bem! Bem!

(Friedrich Nietzsche)
Livro A GAIA CIÊNCIA - Editora escala - tradução de Antonio Carlos Braga

Re:ESCREVER

Alanna Souto 28/02/2014
Excelente, Victor! Fundamental reflexão desse grande filósofo sobre o ato de criar e escrever. Obrigada, querido. Jóia rara. ;)

Felicitações

Eric Almeida da Silva 11/07/2013
A equipe está de parabéns. Muito interessante o que vi neste blog. Passarei a ser um seguidor de carteirinha, pois também compartilho das questões abordadas por vocês. Mais uma vez, parabéns pelo excelente trabalho.
Abraços...

o Site da Semeadura

TelmaDoXum. 12/09/2012
Tudo que tem seu próprio e único "estilo", não importa se é Deus ou o Capeta, mas se tem estilo, então já vale a pena. Aqui tem estilo, já basta então por si só.
<< 1 | 2 | 3

Novo comentário